Guadalajara

Guadalajara é a segunda maior cidade do México, e em muitos aspectos pode ser considerado o destino do país por excelência. É o lugar de nascimento dos mariachis e do tequila; também é um dos centros industriais e comerciais mais importantes do México, algumas vezes chamada de Vale do Silício do México. Na década de 1950, a diferença de muitas cidades coloniais que mantêm seu plano urbano original, Guadalajara foi submetida a um importante projeto que mudou o rosto da cidade. Os edifícios antigos foram demolidos para expandir avenidas com novas edificações, construir estacionamentos subterrâneos e centros comerciais. Felizmente, os edifícios antigos mais belos ficaram inalteráveis.

Um passeio por Guadalajara lhe permitirá admirar as áreas verdes e a arte popular em muitos dos parques e praças da cidade. A Catedral está localizada no coração da cidade, com suas torres gêmeas na parte mais alta e sua cúpula central, é o sítio histórico mais reconhecido no horizonte de Guadalajara. A Catedral está rodeada de praças nos seus quatro cantos. A Praça Guadalajara fica em frente à igreja. Sua fonte central assemelha-se a dois leões com suas garras descansando no tronco de uma árvore, o escudo da cidade. No sul da cidade se encontra a Praça das Armas, com seu balcão de música estilo art nouveau e lâmpada em estilo combinante. O Palácio de Governo adjacente possui uma bela fachada barroca e um mural espetacular na escada principal interior que foi pintada pelo José Clemente Orozco.

Ao norte da Catedral se encontra a Rotonda dos Jaliscienses Ilustres. Esta área verde conta com um monumento central circular com 17 colunas nervadas; as estátuas que o rodeiam representam os filhos ilustres de Jalisco (e uma filha); pessoas de Jalisco que contribuíram notavelmente nas artes, a ciência e na política. Atrás da Catedral, localiza-se a grande Praça da Libertação, nomeada desta forma para comemorar a abolição da escravidão por parte do Miguel Hidalgo. Uma estátua desta personagem segurando uma cadeia quebrada comemora o evento. O Teatro Degollado está localizado no extremo oriente da praça; aqui é apresentado o Balé Folclórico de Guadalajara, sob o belo estilo neoclássico que data de 1856. Você pode caminhar na parte posterior do teatro para ver uma fonte que representa os fundadores da cidade. A Praça Tapatía inicia neste ponto e estende-se mais de 800 metros até o Hospício Cabañas, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

À medida que você continua caminhando, passará pelos arcos e passeios pintorescos, fontes borbulhantes, edifícios encantadores coloniais restaurados e modernas esculturas. A pouca distância, a Praça dos Mariachis oferece um espaço para desfrutar um refrigerante e ouvir a música dos mariachis, um excelente final para um dia cheio de fotografias na segunda maior cidade do México. Quando você decidir explorar a cidade a pé, num ônibus de dois níveis ou na calandria (uma carruagem), observará que as numerosas praças de Guadalajara, a arquitetura colonial e as acomodações modernas fazem de Guadalajara uma delícia para visitar.

Solicite Atendimento

*