Sergipe


A diversidade das manifestações culturais do povo sergipano, é sem dúvida uma das belas e grandes atrações que o Estado tem a mostrar a seus visitantes.

Nos teatros e casas de shows é possível apreciar as apresentações de dança, música e teatro dos grupos locais. Do erudito ao popular, a boa música tanto instrumental quanto vocal presente, é executada seja pela magnífica Orquestra Sinfônica e pela Orquestra Sanfônica, formada por sanfoneiros. Seresteiros, bandas e trios de forró animam a vida noturna de Aracaju. E no interior é possível admirar o improviso de aboiadores e violeiros repentistas, contagiar-se com a alegria das bandas de pífanos, sensibilizar-se com a religiosidade popular das novenas e cantar o refrão no balanço do coco de roda.

As galerias de arte da capital apresentam exposições individuais e coletivas mostrando o vigor das artes visuais no estado. Colecionadores e amantes das artes plásticas encontrarão trabalhos de alta qualidade a preços módicos entre pinturas, esculturas, desenhos e xilogravuras. Os museus espalhados pelo estado também oferecem acervos com variedade de obras. Uma sugestão interessante é visitar o Museu Histórico de São Cristóvão e apreciar o painel Peri e Ceci (óleo sobre tela) do pintor sergipano Horácio Hora.

A cultura popular sergipana como toda cultura, é dinâmica. Assume características de sua época, ao mesmo tempo que conserva sua memória do passado. Assim, o Lambe-sujo de Laranjeiras relembra a luta pela liberdade, e os grupos de Pastoril e Reisados festejam o nascimento de Jesus-menino.

Taieira, Chegança, Guerreiro, São Gonçalo, Cacumbi, Samba de Pareia, Bacarmateiros, Quadrilhas Juninas, Vaquejadas, são algumas das manifestações da cultura popular sergipana.